SOBRE

Gaby Antezana, 30 anos, cozinheira-padeira por natureza.

♥ Formada em Gastronomia na Universidade do Vale de Itajaí – 2007

♥ Formada em Business na Australian Institute of Professional Education – 2010

♥ Formada em Administração na Universidade do Vale do Itajaí – 2015

Mais vários cursos sobre Empreendedorismo, Culinária Sem Glúten e Gastronomia Funcional.

Antes de tudo, sou amante da comida. Cresci numa mistura de temperos, culturas, sabores e amores. Sim, amores! Amor incondicional por pimenta, maracujá e chocolate meio amargo.  Minha mãe é boliviana e meu pai uruguaio, sempre brinco que sou brasileira por acidente geográfico!

Cozinhar sempre foi necessidade da alma. Eu remexia os livros de receitas da minha mãe e me imaginava fazendo tudo, sempre pedia pra ajudá-la e sempre ouvia que tudo era muito perigoso. Até que um dia achei nos livros uma receita de brownie, me apaixonei pelo nome e pensei “deve ser delicioso”. Namorei a receita uns dias, lia e relia sonhando com ela. Um belo dia por impulso levei o livro pra cozinha, conferi se tinha todos os ingredientes e resolvi fazer. Eu devia ter uns 8 ou 10 anos quando fiz isso, minha primeira aventura na cozinha. No meio da receita me deparo com “derreter o chocolate em banho-maria”… Sem saber o que fazer, fiz o que foi o mais lógico: corri pro dicionário! Procurei lá o banho-maria, derreti o chocolate e fiz minha primeira receita, meu primeiro brownie. Depois dessa virei ajudante da mãe, ganhei meu primeiro forninho elétrico e nunca mais saí da cozinha.

Coincidência ou não, minha vida como estudante, cozinheira, chef, empreendedora, degustadora etc.. está sempre ligada nessa delícia universal: brownie!

Sobre o caminho de Cozinheira, Padeira & Empreendedora:

Tudo começou lá nos meus 17 anos, quando chegou aquele momento da vida de escolher uma profissão. Exatamente o que eu não queria! Queria viajar, curtir a vida e depois me preocupar com isso. Só que a pressão dos meus pais para começar um curso foi maior, na época o curso escolhido pelos meus pais foi Hotelaria. Na hora de pesquisar a faculdade, encontrei a UNIVALI em Balneário Camboriú e pensei “Opaaa.. já que é pra fazer o que não quero, que seja onde quero!”. E lá fui eu de mala e cuia pra Bela e Santa Catarina. Aí logo em seguida descobri o curso de Gastronomia e me encantei com a ideia. Sem pensar duas vezes, pedi transferência de curso e comecei a fazer o que eu realmente gostava. Me apaixonei ainda mais por essa arte. Me graduei em 2007, apresentei minha banca na área de panificação: Pão de Maracujá com quinoa acompanhado de salsa de abacate com adobo. Trabalhei um tempo na área, só que não me identifiquei com o ambiente de restaurantes. Um dos motivos era o desperdício de alimentos, é algo que parte meu coração!

Sem saber o que fazer, fui realizar aquele sonho antigo de viajar e curtir o mundo. Fui pra Austrália, estudei Business e descobri uma nova paixão: o mundo dos negócios! Em Sydney tive também meu primeiro contato com a culinária Gluten Free e funcional. Além de ter tido uma oportunidade de trabalhar com alta gastronomia para eventos, ao lado de chefs de vários países.

Resolvi voltar pro Brasil pra fazer Administração. Não sabia qual seria meu empreendimento, mas sabia que queria ter algo pra chamar de “meu”. O processo foi tão natural que antes de pensar no que eu iria fazer, eu já estava fazendo. Como sempre fazia delícias pra comer em casa e postava as fotos no insta e no face, os amigos sempre comentavam que também queriam. Não demorou muito e comecei a trabalhar a ideia, até que surgiu a Queen’s Bakery.

Afinal, por quê “Queen”?

Tudo começou na adolescência, amante do estilo Rock ‘n’ Roll, naquela época de mirc e MSN, meu nickname era Rock & Roll Queen. Entre os amigos virou só Queen.

A paixão pela música era tanta que virou tatuagem também. “Rock & Roll Queen” foi a primeira tattoo que fiz. Muita gente dizia que era uma fase, eu sempre disse que era parte da minha alma e nunca iria mudar. Tão certa disso que na hora de montar meu business a minha grande paixão não podia ficar de fora, né? Aí surgiu a “Queen’s Bakery”.

Queen's Bakery - Logo